Por que investir em um aplicativo de delivery próprio?

O delivery próprio permite ter controle do seu negócio mas tem seus prós e contras. Por isso, é importante entender todas as opções e ver o que mais se encaixa com o seu negócio.

Se você trabalha na indústria de restaurantes, sabe que o delivery cresceu exponencialmente nos últimos anos - ainda mais com a pandemia. A mudança no comportamento do consumidor que, até então, podia fazer suas refeições nos próprios restaurantes, teve que se adaptar e, caso quisesse uma comida diferente da feita em casa, precisaria utilizar o serviço de delivery próprio de seus restaurantes preferidos ou se aventurar, até mesmo, na busca de novos sabores pela tela do celular em aplicativos já conhecidos.

Mas agora, no cenário atual e com mais de 70% da população completamente vacinada, o delivery começa a encontrar desafios pós boom, principalmente em cidades do interior, onde a penetração desse tipo de serviço ainda é baixa.

Pensando nisso, precisamos falar sobre a opção de criação do seu próprio delivery (sem ser o convencional, por telefone), ou melhor dizendo, um aplicativo direto ao consumidor. E quem acredita que é complicado ou que precisa investir em um desenvolvedor, não se preocupe. Hoje o mercado oferece diversas opções na criação desse serviço. E o melhor de tudo? Diversos deles possuem integração com o Hubster.

Agora não é mais preciso depender somente de grandes aplicativos para começar o seu delivery e, nesse artigo, compilamos os prós e contras ao optar por um deles.

Delivery próprio

Direto ao consumidor (D2C) ou delivery próprio significa ser dono e gerente de um serviço de delivery especialmente feito para o seu restaurante. Muitos donos de restaurantes escolhem o D2C para ganhar liberdade na experiência de seu cliente. Há duas maneiras de ter um delivery próprio:

  1. Criar uma plataforma de delivery direto no seu site.
  2. Contratar plataformas D2C como a Neemo, Accon, Treble, Flipdish, Delivery Direto, Justo ou AnotaAí.

Prós de um delivery próprio

  1. Sem perda na margem de lucro: o maior benefício em ter um delivery próprio é que 100% da receita do seu delivery ficará com o restaurante. Tirar uma plataforma ou aplicativo intermediário, significa que os custos extras como comissões e taxas cobradas por elas não existirão. O que é um grande diferencial, especialmente para restaurantes locais e menores.
  1. Ter controle sobre a experiência do seu cliente: gerenciar o seu próprio delivery é ter controle sobre cada detalhe dos pedidos feitos. No geral, você pode decidir o modelo de negócio do seu restaurante ao contratar a sua equipe, ao estabelecer os seus padrões de negócio e de logística de entrega. Com um conhecimento mais profundo do seu delivery, fica mais fácil saber o que está funcionando, o que não está e até mesmo o nível de satisfação do seus clientes a cada novo pedido.
  1. Ter acesso aos dados do cliente: com uma plataforma D2C, você sabe exatamente quem está fazendo pedidos para o seu restaurante e a frequência deles. Você não terá somente informações sobre o seu cliente, mas também saber quem está preferindo pedir diretamente do seu restaurante - um jeito poderoso de criar fidelização e fazer campanhas promocionais.

Contras de um delivery próprio

  1. Lidar com a logística: enquanto escolher ter um delivery próprio te dá controle total sobre a experiência da entrega, isso também significa que você será responsável pela logística e os custos disso. Em vez de pagar taxas a aplicativos de terceiros, você precisará investir nas despesas da infraestrutura necessárias para executar a entrega internamente. O capital necessário para pagar materiais, seguros, carros, entregadores e muito mais é um investimento significativo. Uma opção, nesse caso, são plataformas de logística que poderão realizar esse trabalho por você.
  1. Manutenção contínua: o trabalho de gerenciamento do delivery próprio para seu restaurante é um processo contínuo. Seja adquirindo licenças para entregar de acordo com as diretrizes da cidade, treinando e gerenciando a equipe ou garantindo que a tecnologia funcione sem problemas, a manutenção certamente adiciona um novo conjunto de responsabilidades.
  2. Menor alcance: se você decidir por uma operação de delivery exclusivamente interna, é importante considerar se você já tem ou não clientes. Sem o alcance dos aplicativos de terceiros, é mais desafiador alcançar clientes (especialmente quando o público está acostumado a procurar novos restaurantes em aplicativos já conhecidos). Sendo assim, será necessário investir em campanhas de marketing para conseguir o reconhecimento e aumentar as vendas.
Prós e contras resumidos.

E então, o que fazer?

Sabemos que pode ser uma decisão difícil, considerando que tanto um aplicativo de terceiros quanto um aplicativo próprio têm custos. Nesse momento, o importante é que você entenda qual a sua necessidade e qual a margem que você pode disponibilizar para esse investimento. Olhando o seu restaurante hoje, você acredita que a quantidade de clientes não é o suficiente para manter o seu negócio lucrativo? Ou você percebe que taxas e comissões para terceiros consome muito e fica insustentável para o seu negócio?

É preciso analisar. Se você hoje opera quando um aplicativo de terceiro e um próprio, consegue através da nossa ferramenta Insights entender todos os dados do seu delivery e tomar decisões a partir disso. Queremos que você tenha sucesso em seu negócio e aumente suas vendas, sabendo exatamente o que está fazendo. 

Acompanhe nosso blog para mais novidades e informações sobre o setor de restaurantes e delivery!

Enviar este formulario significa que ha aceptado nuestros Términos de servicio.
Download icon

Sign up for Otter's new Manual Orders feature today!

This is some placeholder text by Ollie
Thank you! Your submission has been received!
Oops! Something went wrong while submitting the form.
Next article

Learn more about Otter's integrations

This is some placeholder text by Ollie.

Latest blog posts

Sometimes you just want a little extra. Extra support. Extra features. Extra everything.